tttt

Existem diversas vacinas para cães e gatos, mas independente da espécie, quando filhotes eles precisam tomar algumas doses e reforços.

Muitos acreditam que após as vacinas de filhotes, os pets já estão imunizados para sempre. Grande engano! As vacinas precisam ser aplicadas anualmente, até o fim de suas vidas.

Cães e gatos na fase idosa também necessitam de vacinação, uma vez que seu organismo fica mais susceptível as doenças, igualmente quando filhotes.

Na espécie canina, existem as vacinas v8 ou v 10, vacina preventiva de giárdia, gripe (tosse dos canis), leptospirose e leishimaniose. O esquema de vacinação contra a leishimaniose é um pouco mais complexa, mas é muito importante! Já temos animais na região sendo infectados com a doença.

Na espécie felina (gatos), existem as vacinas tríplice felina, quádrupla e quíntupla.

Para ambas as espécies, é necessário a aplicação da vacina antirrábica.

É recomendado a aplicação do microchip em todos os animais, independente da idade. O microchip é uma segurança para o animal e seu tutor. Em alguns países, já é obrigatório seu uso, e além disso, existem locais que só deixam nossos pets brasileiros entrarem se estiverem devidamente microchipados. O microchip é do tamanho de um grão de arroz, nele tem uma numeração de identificação do animal, que é introduzido entre suas escápulas. Com o leitor apropriado, identificamos esta numeração no pet.

A prevenção é muito Importante! Além das vacinas em dia e o microchip, é recomendável exames de rotina, um check-up anual para filhotes e adultos. Já nos idosos, fazer a cada 6 meses.

Cada animal é único, então, no ato da consulta será avaliado quais exames se fazem necessários, que são eles; exames de sangue, exames de imagens como ultrassom, raio x, eletrocardiograma e ecocardiograma.

Com todos esses cuidados, seu pet estará protegido!

Dra. Vanessa de Marigny

Clínica Veterinária Zoovet